29 de mar de 2012

Novo líder no returno do Catarinense

Figueira e Joinville perdem a invencibilidade e Criciúma assume a liderança

Por Bruna Andrade


Criciúma x Figueirense

O Criciúma venceu ontem o Figueirense por 2 a 0, no Heriberto Hülse. O time da casa mandou na maior parte do primeiro tempo, mas foi só aos 41 minutos que André Gava marcou o primeiro gol. No segundo tempo o jogo foi mais equilibrado, mesmo assim o Alvinegro não conseguiu impedir o Criciúma de marcar o segundo gol, com cruzamento de Fabinho para o artilheiro Zé Carlos.

Com o resultado, o Tigre assumiu a liderança do returno, somando 15 pontos e chegou à segunda colocação na classificação geral. Já o time da capital perdeu sua invencibilidade no segundo turno e sofreu a sua segunda derrota no campeonato.

Jogadores comemoram gol de André Gava. Foto: Maurício Vieira

Chapecoense x Joinville

O Joinville também perdeu sua invencibilidade no returno nesse final de semana. A Chapecoense goleou o JEC por 4 a 1, para alegria dos pouco mais de 3.000 torcedores na Arena Condá.

Aos 5 minutos, o Verdão do Oeste abriu o placar com o gol de Fabiano. João Paulo ampliou o placar aos 27 minutos e dez minutos depois Diogo Roque fez o terceiro. No segundo tempo a Chapecoense continuou impondo o ritmo do jogo e marcou mais um, dessa vez do zagueiro Leonardo. Em seguida, o Joinville diminuiu a diferença com gol de Cristiano.

Com a vitória, a Chape subiu para a sexta posição na classificação do segundo turno e passou da quinta para terceira colocação na geral. O JEC agora está em terceiro lugar no returno e totaliza 13 pontos.

Athos fez boa partida pela Chapecoense. Foto: Daniel Cavagnoli

Metropolitano x Atlético de Ibirama

O Metropolitano empatou em 2 a 2 com o Atlético de Ibirama no Estádio do Sesi. O resultado deixa os dois times ainda na disputa pela vaga na série D, com apenas 5 pontos separando o Hermann Aichinger do Metro

O Atlético abriu o placar logo aos 11 minutos do primeiro tempo, com gol de Adriano. Mas levou apenas 2 minutos para o Rafael Costa empatar para o Verdão. Aos 30 minutos do segundo Rafael marcou de novo, virando o jogo. Quando o jogo já se encaminhava para o fim o Ibarama deixou tudo igual com o gol de Xipote.

O Metropolitano soma 10 pontos no returno e ocupa a quarta posição da classificação geral. Enquanto isso, o Atlético totaliza 7 pontos no segundo turno e está em sétimo no geral.

O artilheiro Rafael Costa marcou fez mais dois gols. Foto: Giovanni Silva



Brusque e Marcílio Dias rebaixados para a segunda divisão do estadual

Com três rodadas de antecedência, os dois times do vale já não tem mais chances de permanência
                          

Avaí x Marcílio Dias

Na Ressacada, com apenas 1790 torcedores, o Avaí massacrou o Marcílio Dias pelo placar de 6 a 1. Enquanto o Marinheiro tentava a sorte para manter as chances de permanência, para o Leão, o jogo representava a mudança. Com a estreia de Hemerson Maria como técnico interino, o time avaiano pôde mostrar que algumas coisas estão mudando.

Felipe Alves e Diego Palhinha, que não estavam nem no banco do time de Mauro Ovelha, marcaram três e dois gols, respectivamente, e deram uma nova cara ao Avaí. O sexto gol azurra foi marcado por Laércio Carreirinha, enquanto o gol marcilista teve autoria de Nilson Sergipano.

Para o Marcílio Dias, os três jogos restantes serão apenas para cumprir tabela. Com dez pontos de distância para o Camboriú, o mais antigo time catarinense em atividade cai para a segundona mais uma vez. Já o Avaí volta a brigar por uma vaga nas semifinais. No segundo turno, a distância para o líder, Criciúma, é de 5 pontos, enquanto na classificação geral, o time é o quinto e está a apenas um ponto do último time que estaria classificado.

Felipe Alves fez três gols na partida. Foto: Flávio Neves

Brusque x Camboriú

Os dois times foram para o jogo com ambições diferentes quanto ao mesmo assunto. Enquanto o Cambura queria liquidar as chances de rebaixamento, para o Brusque o jogo representava a última chance de escapar. O time da casa saiu na frente no placar, com gol de Felipe Oliveira, que aumentava as esperanças dos poucos torcedores que foram ao Augusto Bauer. Mas, ainda no primeiro tempo, o Camboriú virou o jogo. Thiago Henrique fez os dois gols do time do litoral.

No segundo tempo, tudo igual. Fim de jogo e fim de campeonato para o Brusque, que cai para a segunda divisão estadual. Com o resultado, o Camboriú assegurou sua presença na divisão principal catarinense em 2013, e joga as três últimas partidas apenas para cumpri tabela, tendo em vista que já não tem mais chances de se classificar para a Série D do Brasileirão.

Brusque foi rebaixado em casa. Foto: Márcio Custódio

26 de mar de 2012

Absoluto! Campeão do primeiro turno e líder do segundo, Figueira segue imbatível no Catarinense


Alvinegro tem aproveitamento de 78,6% dos pontos



O Figueirense está justificando o favoritismo que carrega no Catarinense 2012. Único time do estado na Série A do Brasileirão e, consequentemente, a maior folha salarial do estado, o Alvinegro está até superando as expectativas.

Das 14 partidas no estadual, o Figueirense venceu dez, empatou três e perdeu apenas uma, para a Chapecoense na Arena Condá. São 44 gols marcados, uma média de 3,14 gols por jogo, o atual melhor ataque do Brasil.

No Campeonato Catarinense os números são impressionantes. Campeão do primeiro turno e líder no segundo. Na classificação geral, a distância para o Metropolitano, segundo colocado, é de oito pontos.

O time de Branco está nas graças da torcida, e arranca elogios de todos. O elenco tem peças de reposição com nível à altura dos titulares. O grande desafio é manter a seriedade, para seguir o caminho pelo 16º título catarinense.

Torcida alvinegra tem motivos para comemorar

Avaí procura por treinador


Ainda não se sabe quem será o substituto de Mauro Ovelha



Ovelha não resistiu à pressão. Após mais uma derrota do Avaí, desta vez diante do Camboriú, a diretoria azurra resolveu atender às solicitações da torcida e demitiu o técnico na noite deste domingo, 25. Agora o que todos querem saber é quem será o novo técnico do Leão.

Entre os nomes cogitados para o cargo, estão: Márcio Goiano, que conseguiu o acesso com o Figueira em 2010; Vagner Benazzi, que já conseguiu o acesso com três clubes (um deles o Figueirense, em 2001), mas teve uma recente passagem ruim pelo Leão em 2010; Arthurzinho, campeão da Série C com o Joinville em 2011; Márcio Araújo, que já passou pelos dois times da capital e é próximo à Carlito Arini, gerente de futebol avaiano.

Enquanto o novo treinador não chega, quem assume o time avaiano, que enfrenta o Marcílio Dias às 22h de quarta-feira, na Ressacada, são o ex-jogador Émerson Nunes e Emerson Maria, atual treinador da equipe sub-20 do Avaí.

Ovelha não é mais treinador do Avaí. Foto: Alvarélio Kurossu

Figueira e JEC vencem em casa e alcançam treze pontos


Quinta rodada do returno teve média de três gols por partida


Figueirense x Chapecoense

Jogando contra a Chapecoense dentro do Orlando Scarpelli, o Figueira chegou ao seu nono jogo sem derrota no estadual. Em um jogo complicado pela arbitragem de José Acácio da Rocha, o time do oeste chegou a fazer frente com o Figueirense. No primeiro tempo, um pênalti para o time da casa e vários cartões para cada lado. Pior para a Chape, que teve Wanderson expulso aos 26 minutos. Na cobrança da penalidade, Julio Cesar abriu o placar da partida.

No segundo tempo, a Chapecoense, com jogadores cansados em campo, não resistiu à força do Furacão. Com um golaço de Luis Fernando de fora da área e Guilherme Santos fechando a conta, o Figueira fez três a zero, mantendo a média do melhor ataque do Brasil.

Com mais uma vitória, o Figueira segue líder do returno, com 13 pontos. Já a Chapecoense se manteve com seis pontos e caiu para a sétima colocação no returno. No geral, o Figueirense em primeiro tem 33 pontos, e a Chapecoense na quinta colocação segue na briga de vaga por índice técnico, com 24 pontos.

Alvinegros comemoram gol de Luis Fernando. Foto: Jessé Giotti

Joinville x Metropolitano

Todos os gols do jogo entre JEC e Metrô aconteceram no primeiro tempo. O time da casa pressionava e aos 31 minutos, Alex abriu o placar para o Joinville. Mesmo sem fazer uma boa partida, o Metropolitano aproveitou um erro do goleiro tricolor e empatou com Diogo Dolem. Alex voltou a marcar aos 46 do primeiro tempo, dando números finais à partida. Na segunda etapa, o time de Blumenau tentou reverter o placar, e Clodoaldo, estreante da tarde, perdeu um gol feito, livre de frente para o gol.

Com o resultado, o Joinville segue brigando pelo segundo turno, com os mesmos 13 pontos de Figueirense, porém, com menor saldo de gols. O Metropolitano, com nove se distancia um pouco da briga, mas segue como segundo colocado geral, candidato à classificação por índice técnico.

JEC venceu o Metrô e chegou a treze pontos. Foto: Zilmo José Nunes

Camboriú x Avaí

O Leão foi até Camboriú precisando de uma vitória para seguir forte na briga pelo segundo turno, mas ela não veio. Em um jogo com poucas chances para cada lado, o gol da partida veio no fim do primeiro tempo. Em jogada de escanteio, aos 44 minutos, o zagueiro Ferreira cabeceou e fez o único gol da partida. Na segunda etapa, Ovelha mexeu no time avaiano, colocando Saldanha em campo. O Leão até conseguiu pressionar no segundo tempo, mas o Camboriú manteve o resultado.

O resultado deixou o Avaí a seis pontos do líder Figueirense, tornando mais difícil a disputa pela conquista do returno. Já para o Camboriú, a vitória foi importantíssima. Com sete pontos de diferença para o nono colocado geral, Marcílio Dias, o caçula do Campeonato Catarinense está perto de garantir sua permanência na primeira divisão.

Avaí sai derrotado do Robertão. Foto: Divulgação CFC

Marcílio Dias x Criciúma

O Marinheiro segue sem pontuar no returno do estadual. Contra o Criciúma, em casa, o Marcílio chegou à quinta derrota em cinco jogos, e vê sua situação cada vez mais complicada no campeonato. Aos 12 minutos da primeira etapa, Zé Carlos abriu o placar para o Tigre, logo depois, aos 20, Lucca aumentou. No segundo tempo, o time da casa chegou a descontar com Valdir, mas Anderson Conceição fez o terceiro do Criciúma e fechou a conta, Tigre 3 a 1.

Com o resultado, o time do sul do estado chegou aos 12 pontos no returno, mantendo reais chances de conquista. Já o Marcílio Dias vê sua situação cada vez mais complicada, com seis pontos na classificação geral, tem poucas chances de sair da zona de rebaixamento.

Lucca brilhou novamente. Foto: Divulgação CEC

Atlético de Ibirama x Brusque

Em Ibirama, o time do alto vale não teve dificuldades para bater o Brusque. Com dois gols de Adriano e um de Jajá, o Atlético fez 3 a 1. Chris foi quem descontou para o Tricolor do Vale. Com a derrota, o Brusque praticamente não tem mais chances de permanência na primeira divisão do estadual. Faltando quatro rodadas para o fim do campeonato, a diferença entre o Tricolor e o primeiro time fora da zona de rebaixamento é de oito pontos. Já o Hermann Aichinger vê suas chances renovadas, já que agora se encontra a quatro pontos do Criciúma, último classificado por índice técnico.

Atlético venceu o Brusque em casa. Foto: Alain Rezini

Confira as tabelas atualizadas do Catarinense aqui

23 de mar de 2012

Copa Santa Catarina dará prioridade para jogadores de até 20 anos de idade


Acima desta idade, poderão participar apenas cinco jogadores por clube

Reunião na sede da FCF definiu os rumos da Copa SC. Foto: Divulgação FCF

As definições quanto às regras da Copa Santa Catarina de 2012 foram decididas na tarde de ontem, na sede da Federação Catarinense de Futebol. Foi definido que a competição iniciará em sete de outubro e vai até o dia 25 de novembro. Participarão os 10 clubes da divisão principal, divididos em dois grupos. No grupo A estão Avaí, Brusque, Camboriú, Chapecoense e Joinville, no B, Criciúma, Figueirense, Atlético de Ibirama, Marcílio Dias e Metropolitano. A competição terá turno e returno, e os dois melhores de cada grupo irão para as semifinais.

A competição dará uma vaga no Brasileirão da Série D de 2013, vaga esta que será disputada entre Atlético de Ibirama, Brusque, Camboriú, Marcílio Dias e Metropolitano, os clubes participantes que não estão nas séries A, B ou C.

Caso algum clube não queira participar, tem até a próxima quinta-feira para se pronunciar. O regulamento da competição determina que pelo menos quatro times participem.



22 de mar de 2012

Chapecoense passa e Criciúma conhece seu adversário na Copa do Brasil


Verdão do Oeste venceu o São Mateus-ES e segue na competição



 Foto: Daniel Cavagnoli
A Chapecoense precisava do resultado e conseguiu. Depois da derrota por 2 a 1 no Espírito Santo, a Chape recebeu o São Mateus na Arena Condá e venceu por 3 a 1, com dois gols do zagueiro Souza e um de Leandrinho. Quem descontou para o time capixaba foi Marcelo Pelé. No segundo jogo sob o comando de Itamar Schulle, duas vitórias, e confiança renovada para seguir brigando por vaga nas semi-finais do Catarinense e para avançar ainda mais na Copa do Brasil.

Na segunda fase da competição nacional, o Verdão do Oeste irá enfrentar o gigante Cruzeiro. O primeiro jogo acontece em Santa Catarina, no dia 11/04 às 21h50. Em 2010, pela mesma fase da Copa do Brasil, a Chapecoense enfrentou o rival do Cruzeiro, o Atlético-MG, mas apesar de ter vencido o primeiro jogo por 1 a 0 em Chapecó, sofreu uma goleada no Mineirão. O Galo Mineiro fez 6 a 0 e despachou a Chape da competição. 


O Criciúma conheceu ontem seu adversário na segunda fase da Copa do Brasil. O Atlético Paranaense, que havia perdido para o Sampaio Corrêa pelo placar de 2 a 1 no Maranhão, se redimiu, e mesmo com um magro 1 a 0, se classificou para a segunda fase e é o próximo rival do Tigre. O primeiro jogo acontece na quinta-feira, 05/04, às 19h30 no Heriberto Hülse. Criciúma e Atlético se enfrentarão no mínimo três vezes em 2012, pela Copa do Brasil e Série B.

20 de mar de 2012

CBF divulga tabela da Série B 2012

Veja como será a caminhada dos catarinenses na segunda divisão

Avaí, Criciúma e Joinville disputam a Série B deste ano, e seus jogos já foram definidos pela CBF. Os três catarinenses estréiam na competição no sábado, 19/05, às 16h20. O Leão é o único que joga fora de casa, contra o Boa Esporte em Minas Gerais. O Tigre pega o Guaratinguetá no Heriberto Hülse, e o JEC já começa com um jogão, que praticamente pode ser classificado como clássico regional. O adversário na será o Atlético Paranaense, que com certeza trará consigo uma invasão da torcida rubro-negra.

As partidas de 21h de sábado foram mantidas, porém, serão poucas. O horário foi muito contestado, devido a pouca presença de torcida. Apenas os dias e horários do primeiro turno já estão definidos. O Avaí não pegará nenhum jogo das 21h, já Joinville, na oitava rodada, e Criciúma, na sexta, jogam uma vez cada neste horário. Ao menos, os dois jogos são fora de Santa Catarina.

Na última rodada, o Joinville enfrentará o Goiás, enquanto Criciúma e Avaí fazem o clássico regional.


O caminho dos catarinenses:


Avaí:

Boa Esporte (F)
São Caetano (C)
América-RN (F)
Joinville (C)
Ipatinga (F)
América-MG (C)
Guaratinguetá (F)
Vitória (F)
ASA (C)
CRB (F)
Atlético-PR (C)
Goiás (F)
Bragantino (F)
Paraná (F)
Ceará (C)
ABC (C)
Guarani (F)
Barueri (F)
Criciúma (F)


Criciúma:

Guaratinguetá (C)
Bragantino (F)
Vitória (C)
América-MG (F)
Goiás (C)
ASA (F)
Ipatinga (C)
CRB (C)
Ceará (F)
Boa Esporte (C)
ABC (F)
Paraná (C)
Barueri (F)
Guarani (C)
Joinville (F)
São Caetano (F)
América-RN (C)
Atlético-PR (F)
Avaí (C)


Joinville:

Atlético-PR (C)
ABC (F)
Guarani (C)
Avaí (F)
ASA (C)
Ceará (C)
Paraná (F)
Boa Esporte (F)
Barueri (C)                    
São Caetano (F)
Ipatinga (C)
CRB (F)
América-RN (C)
América-MG (F)
Criciúma (C)
Guaratinguetá (F)
Bragantino (C)
Vitória (F)
Goiás (C)

*(C) Casa, (F) Fora.

No segundo turno, os mandos de campos são invertidos.






19 de mar de 2012

Metrô contrata Clodoaldo



Time de Blumenau apresentou mais um atacante para o elenco

O Metropolitano apresentou na tarde de hoje o atacante Clodoaldo, de 33 anos, que já passou pelo Criciúma e pelo Figueirense, além de times como Corinthians e Náutico. Após fazer exames médicos, o jogador já foi incluído nos trabalhos físicos do Metrô. O jogador estava jogando no Uberaba de Minas Gerais, e chega com boas formas físicas. Estima-se que ele será incluído no elenco ainda nesta semana.

Segundo o diretor de futebol do Metropolitano, o ex-jogador Viton, o clube já procurava por atacante de área mesmo antes da saída de Maurinho para o futebol da Bielorússia. O elenco do Verdão se reapresenta nesta terça-feira, para trabalhos de recuperação e treinos físicos.

Clodoaldo já participou dos treinos físicos. Foto: Site C.A. Metropolitano.


Goleadas e nenhum empate na quarta rodada do returno

Destaque para a goleada do Figueirense sobre o Metrô, que rendeu a liderança para o alvinegro.


Metropolitano x Figueirense

O Figueira retomou a liderança do estadual jogando em Blumenau contra o Metropolitano. Em um jogo com vários equívocos do árbitro Ronan Marques da Rosa, o que se viu foram dois tempos distintos. Na primeira etapa, o time da casa dominou as ações, mas não conseguiu convertê-las em gols. Em um lance duvidoso, Rafael Costa caiu na área e o árbitro assinalou a penalidade. No lance, além da expulsão do zagueiro Sandro pelo suposto pênalti, também foi expulso o treinador Branco, além de Wilson e Roni serem advertidos com cartão amarelo, todos por reclamação. Na cobrança do pênalti, o atacante do Verdão isolou a bola, diminuindo a reclamação alvinegra.

Ainda no primeiro tempo, o atacante Pantico do Metropolitano foi expulso após uma falta normal de jogo no meio de campo. No segundo tempo, outro Figueira e outro Metrô voltaram à campo. A equipe Verde, que marcava sob pressão e saía com velocidade já pouco aparecia, e o Alvinegro que antes mal passava da divisória do gramado, voltou voando. No segundo tempo avassalador, o Figueirense fez quatro gols. Um de Julio Cesar (de pênalti), um de Túlio e dois de Aloisio, que perdeu um pênalti. No final da partida, 4 a 0, e o bom e organizado Metropolitano se rendeu à superioridade do Figueirense.

Muitos cartões no duelo de líderes. Foto: Giovanni Silva.

Criciúma x Camboriú

No Heriberto Hülse, o Criciúma aplicou a maior goleada do catarinense deste ano. Contra o desarrumado time do litoral do estado, o Tigre marcou sete vezes, com dois gols de Lucca, outros dois de Zé Carlos, um de Fabinho Capixaba, um de Diego Felipe e um contra de Ferreira. O começo do jogo não foi tão fácil, e a torcida do sul do estado já ficava desconfiada. Aos 22 do segundo tempo, o placar ainda era 2 a 0, mas em 23 minutos, o Tigre tratou de fazer cinco gols, espantar a desconfiança da torcida e entrar com força na briga por uma vaga no índice técnico.

Zé Carlos e Lucca fizeram dois gols cada um. Foto: Giuliano de Luca.

Chapecoense x Marcílio Dias

Na estréia do treinador Itamar Schulle, a Chape fez o dever de casa contra o vice-lanterna Marcílio Dias, e mesmo sem apresentar um grande futebol, venceu o jogo por 2 a 0, com gols marcados por João Paulo e Eliomar. Para o novo técnico, nada de comemorar. A vitória serviu para manter o time na briga pela classificação, mas agora a parada do Verdão é outra. Nesta quarta-feira, a Chapecoense entra em campo pelo jogo da volta da primeira fase da Copa do Brasil. Após derrota por 2 a 1 para o São Mateus fora de casa, a Chape tem o dever de decidir em casa. Uma vitória simples garante a classificação.

Chapecoense x Marcílio Dias. Foto: Sirli Freitas.

Avaí x Brusque

Pouco mais de dois mil torcedores foram à Ressacada no sábado para assistir o Confronto entre Avaí e o lanterna Brusque. Os presentes viram um time Azurra apático, que saiu na frente no placar e não quis mais saber de jogar bola. Com uma escalação completamente desarrumada, o Leão não conseguia armar muitas jogadas. O Brusque também não se arriscava, o que tornou o jogo “chato”. A torcida vaiou o treinador de pé e a situação dele está cada vez mais complicada. O 2 a 0 com gols de Pirão e Saldanha em nada amenizou a pressão sobre Ovelha, que pode estar de saída do Avaí. De qualquer forma, o resultado colocou o time na quarta colocação geral do estadual e, hoje, o Leão estaria classificado para as semi-finais do Catarinense.

Jogo marcou a estreia do goleiro Diego pelo Avaí. Foto: Alvarélio Kurossu.

Joinville x Atlético de Ibirama

O JEC venceu o Hermann Aichinger pelo placar de 2 a 1 na Arena Joinville. O gol da vitória do Tricolor saiu apenas aos 50 minutos do segundo tempo, para alívio dos mais de oito mil torcedores presentes. Os dois gols do time da casa foram marcados por Bruno Rangel. O time do alto vale descontou com Marcelo Kilder. Com o resultado, o Joinville chegou a ser líder do returno por algumas horas, mas com a vitória do Figueirense no domingo, caiu para segundo pelo critério de saldo de gols.

Gol de Bruno Rangel saiu aos 50 minutos do segundo tempo. Foto: Divulgação JEC.


12 de mar de 2012

Barbárie da torcida Fúria Marcilista


Semana passada eu conversava com o técnico de ar condicionado que veio até a sala do meu trabalho resolver um problema no aparelho. Ele, torcedor do Figueirense, logo viu que a minha praia era o futebol, e a partir daí, a conversa fluiu. Os assuntos, é claro, eram o Campeonato Catarinense, a boa fase do Figueira, etc.

Mas o técnico de ar condicionado me disse uma coisa que não saiu da cabeça: “Gosto muito do Catarinense, rodo o estado todo para ver o Figueira, tudo na paz. Só não vou mais para Itajaí, lá o negócio é muito perigoso.”

Eu já tinha esta idéia também, devido ao histórico que a tal torcida possui de casos de violência em todo o estado. Enfim, aquilo não saiu da minha cabeça. Saiba agora do que aconteceu quatro dias depois:

Os torcedores organizados do Metropolitano foram em dois ônibus para Itajaí assistir à partida contra o Marcílio Dias. Dentro de campo, tudo certo, e placar de 3 a 0 para o time de Blumenau. Na saída do estádio, a polícia fez sua parte, acompanhou a torcida do Metropolitano até a saída de Itajaí. Quando os ônibus chegaram à cidade de Ilhota, foram surpreendidos por torcedores do Marinheiro que os esperavam para o combate.

Os blumenauenses não desceram do ônibus, para evitar o confronto. Com isso, os membros da tal torcida apedrejaram o veículo e atiraram também pedaços de madeira. Com a força do ataque, vidros foram quebrados e partes do ônibus ficaram destruídas, e o pior, vários torcedores do Metropolitano saíram feridos, inclusive mulheres e crianças.

Também foi registrado que dois torcedores de Itajaí esperavam a saída dos adversários com armas de fogo nos arredores do estádio. Um incidente maior foi evitado devido à escolta policial.

Um caso de violência deste porte passará em branco? Eu, assim como tantos outros, espero uma atitude severa do senhor Delfim de Pádua Peixoto Filho, ou de outro responsável dentro da Federação Catarinense de Futebol. É preciso que se encontrem os culpados, os agressores, e que a entidade Grêmio Recreativo Esportivo Torcida Organizada Fúria Marcilista, já conhecida por tantos casos de violência, sofra algum tipo de punição.

Se for preciso, eu mesmo ajudo a apontar culpados. Vejo em algumas redes sociais vários indivíduos, os mesmos dez ou quinze, propagando há anos todos os casos de violência que já fizeram com a torcida ou os que pretendem fazer. Assim não dá.

Kadu Alexandre Reis, torcedor de futebol.

Metropolitano assume a liderança do segundo turno do Catarinense

Figueira faz três sobre o Joinville, mas permite o empate. Avaí perde fora de casa para o Atlético de Ibirama.


Marcílio Dias x Metropolitano

Muito futebol no final de semana em Santa Catarina e o estadual tem novo líder. O Metropolitano venceu o Marcílio Dias em Itajaí pelo placar de 3 a 0, com gols de Elton, Rafael Costa e Maurinho. Diante do frágil time do Marinheiro, o Metrô jogou com cautela e eficiência, sem se jogar para o ataque, mas criando diversas chances de marcar. Agora o Verdão é o segundo colocado na classificação geral e o líder do returno do campeonato, com três vitórias em três jogos, enquanto o Rubro-anil ainda não pontuou no segundo turno, com doze gols sofridos e nenhum marcado, e segue figurando na zona de rebaixamento do campeonato.

Elton fez o primeiro gol do Metropolitano. Foto: Divulgação CAM

Figueirense x Joinville

No Orlando Scarpelli, para um público de quase dez mil pessoas, o Figueirense recebeu o Joinville. Em dois tempos, dois jogos distintos: no primeiro, Canuto, Botti e Pablo deram três gols de vantagem ao Figueira, que foi para o vestiário com sensação de dever cumprido; no segundo, o JEC provou que o jogo só termina com o apito de juiz, e com dois gols de Alex e o centésimo gol de Lima com a camisa tricolor, empatou o jogo que parecia perdido em Florianópolis. Com o empate, os dois times chegaram aos sete pontos no segundo turno do estadual.

No início da partida, finalmente o Figueirense recebeu a taça do 1º turno. Foto: Flávio Neves

Atlético de Ibirama x Avaí


O Avaí jogou no sábado contra o Hermann Aichinger, em Ibirama, e após sair na frente com dois gols de Cleber Santana, permitiu a reação do time da casa. Ainda no primeiro tempo, Adriano descontou para o time de Ibirama. No segundo tempo, o Avaí jogou com um a menos (Arlan foi expulso) e não conseguiu segurar o time do alto vale. Com gols de Rogério e Michel, o Atlético virou o jogo e marcou seus primeiros pontos no segundo turno do estadual, enquanto o Avaí chegou à sua quinta derrota no Catarinense.

Jogadores do Hermann Aichinger comemoram gol contra o Avaí. Foto: Jandyr Nacimento

Brusque x Criciúma

No estádio Augusto Bauer, o que se viu foi um jogo fraco entre o Brusque e o Criciúma. Em um jogo com poucas chances criadas de um lado e de outro, o Tigre encontrou a vitória com um gol do zagueiro Anderson Conceição, aos 37 minutos do segundo tempo. A derrota é a nona do Brusque, pior time do estadual. O Criciúma chegou aos seis pontos no segundo turno e já é o quarto colocado.

Criciúma venceu o Brusque no Augusto Bauer. Foto: Márcio Custódio

Camboriú x Chapecoense

Camboriú e Chapecoense se enfrentaram no litoral do estado. Apesar do emocionante placar de 3 a 3, nenhum dos lados ficou satisfeito. Os gols do Camboriú foram marcados por Clênio, duas vezes, e Peixoto. O Verdão do Oeste marcou dois gols com Fabiano e outro com Eliomar. Com o empate, os dois times seguem na segunda metade da tabela de classificação. Para a Chapecoense, o empate também acarretou na demissão do técnico Gilberto Pereira, que não conseguiu manter o time no bom padrão do início do campeonato.

Empate no jogo em Camboriú. Foto: Daniel Cavagnoli


Confira as tabelas de classificação do estadual aqui:


Próxima rodada:

Sábado:

Joinville x Atlético de Ibirama – 19h00
Criciúma x Camboriú – 19h00

Domingo:

Metropolitano x Figueirense – 16h00
Chapecoense x Marcílio Dias – 16h00
Avaí x Brusque – 18h30