4 de abr de 2012

Os desafios dos catarinenses na Copa do Brasil


O Criciúma enfrenta o Atlético-PR amanhã, no Heriberto Hülse. A Chapecoense joga apenas no dia 11, contra o Cruzeiro.


Os dois representantes catarinenses na Copa do Brasil 2012 se classificaram para a segunda fase. Contra o São Mateus-ES, a Chapecoense perdeu o primeiro jogo, realizado no Espírito Santo, pelo placar de 2 a 1, mas no jogo de volta, na Arena Condá, a vitória por 3 a 1 classificou o time catarinense. O Criciúma enfrentou o Madureira-RJ, e nem foi necessário segundo jogo. Na partida no Rio de Janeiro, o Tigre fez 2 a 0 e eliminou o jogo da volta.

Agora, na segunda fase, os dois enfrentam clubes de muito maior expressão no cenário nacional:



Criciúma:

O Criciúma enfrenta o Atlético-PR, e o primeiro jogo acontece amanhã, no Heriberto Hülse, às 19h30. Não é nenhum adversário impossível, tendo em vista que os dois clubes disputarão a Série B juntos em 2012.

O Atlético já não é aquele da primeira metade da década de 2000, mas sua tradição tem de ser respeitada. O Tigre, com Lucca, Zé Carlos, e um time bem montado por Silvio Criciúma, tem de esquecer a derrota pelo Catarinense e focar completamente no jogo contra o Furacão Paranaense. As chances são reais.



 Chapecoense:

A Chapecoense tem um desafio mais ingrato do que o Criciúma. Enfrenta o poderoso Cruzeiro, que despachou seu primeiro adversário, o Rio Branco-AC, com uma vitória pelo placar de 6 a 0. No Verdão do Oeste, enfrentar time grande não é novidade, e alguns erros já cometidos podem ser evitados.

Em 2010, o time do oeste enfrentou o Atlético-MG, rival do Cruzeiro, na Copa do Brasil. No primeiro jogo, na Arena Condá, vitória da Chape por 1 a 0. No segundo, o time não suportou a pressão do Mineirão, e foi eliminado da competição com um duro 6 a 0.

O jogo contra a Raposa é apenas dia 11, na próxima quarta-feira, por isso, ainda há algum tempo de preparação para a Chapecoense. Estudando as forças individuais, e também, o coletivo do Cruzeiro com muito cuidado, o time catarinense pode tentar alguma coisa. Exemplos de superação não faltam, é preciso ter vontade e competência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário